quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Pacificadores, bem aventurados e desejados.


Jesus no alto de um monte, deu grandes dicas para aqueles que desejam segui-lo, dicas que refletem uma mudança de caráter e vida. Caracteristicas básicas para servos adoradores.


Mateus 5:9- é o verso que destaco (bem aventurado os pacificadores porque eles serão chamados filhos de Deus) . Como é importante haver pacificadores em todos os lugares.


Nos ministérios, nas empresas, nas famílias. Quantas vezes fazemos parte de contendas em todos esses meios que convivemos, quantas vezes acrescentamos mais lenha no fogo, ao invés de pacificarmos. Ouvimos falar mal de alguém, fazemos uma crítica, incitamos alguém á desobediência. Para cada bem aventurança Jesus deixa uma "recompensa", para os pacificadores há uma especial, ser chamado filho de Deus.


Como artista que somos, por muitas vezes oscilamos entre nosso ego, sensibilidade e outros sentimentos comuns aos artistas, acabamos não vendo que estamos sobrepondo todos esses sentimentos sobre os sentimentos e vontade de Deus.


Como precisamos aprender que sem lenha o fogo se apaga, não havendo maldizentes,cessará contendas ( PV26:20) e que no que depender de nós tenhamos paz com todos(Rm 12:18), portanto antes de falar de algo experimente orar por isso. Seja um pacificador.


Como é bom conviver com alguém que transmite paz, para mim uma das maiores qualidades de Jesus, aquela pessoa que não fala mal de ninguém, mas abençoa, que é positiva, que fala da fé, que tudo vai dar certo. Alguém sabe onde tem alguém assim? Na sua igreja? Estamos pagando caro por uma pessoa assim, se souber damos todo o nosso trigo, nossos bens, nossas casas.

2 comentários:

Presença Profética disse...

Pacificadores e não carregadores de lenha... gostei muito do post.
E voltamos a um assunto antigo... a maneira com que usamos nossa língua. Usemos para benção... interceder é melhor que falar mal!

Silberty E. Faria. disse...

Muito bom o post, veio em boa hora para refletirmos sobre o ano que se inicia. Parabéns.